quinta-feira, 13 de julho de 2017

Cinco anos da descoberta do bóson de Higgs!

Olá, caros leitores!

No último dia 04 de julho, completaram-se cinco anos da descoberta do bóson de Higgs no CERN! Em comemoração a esta data, resolvi citar novamente alguns textos que escrevi no Blogue durante aquele período: desde os primeiros textos, antes da divulgação da descoberta - que mostram toda a expectativa -, até os textos que escrevi logo após a divulgação do resultado, pelo CERN. Convido vocês a lerem, e a relembrarem esta grande descoberta científica! E suas relações com a fé.

Convido vocês a visitarem por estes dias, porque irei acrescentando, aos poucos, os links para os textos diretamente relacionados ao bóson de Higgs.


Segue o segundo texto.

Segue o terceiro texto.

Segue o quarto texto.

Segue o quinto texto.

Segue o sexto texto.

Segue o sétimo texto.

Segue o oitavo texto.

Chamo a atenção para os comentários de seguidores do Blogue, nos dois primeiros textos compartilhados sobre o bóson de Higgs. Acessem estes textos aqui, e vocês verão como os comentários podem tornar o assunto mais interessante!

Por isso, não curtam apenas. Vocês que têm interesse pelos temas: leiam, e façam seus comentários também!

Boa leitura!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Nova marca atingida!

Caros seguidores,

Hoje a página do blogue "Ciência e Fé", no facebook, atingiu a marca de 600 curtidas!

Continuo no trabalho de divulgação, no qual vocês, que gostam do tema, podem também ajudar. Curtam, comentem, compartilhem, comentem com seus amigos sobre o blogue. Podemos ajudar a propagar ainda mais este tema tão interessante, e tão pouco falado nas escolas.

Graças a Deus, e até o próximo texto!

quarta-feira, 22 de março de 2017

A obstinação pela ideologia de gênero nas escolhas profissionais

Essa gente não tem jeito mesmo. Ideólogos fanáticos. O percentual de mulheres em física é menor que o de homens: e não há nenhum problema nisso. O percentual de mulheres em pedagogia e enfermagem é maior que o de homens. Algumas profissões são mais buscadas por homens; outras, por mulheres; e outras, por percentual semelhante de homens e mulheres. Cada um escolhe a profissão de acordo com sua vocação. Claro que há mulheres nas exatas; e homens nas humanas. São aqueles que têm vocação para tal. Que isto ocorra de firma natural, sem interferência ideológica.

Mas, para uma ideologia que prega que cada um escolhe o sexo com que quer viver, independente do sexo com o qual nasceu... querer forçar que se iguale o percentual de homens e mulheres em uma área do conhecimento, é "café pequeno".

Segue o link da notícia que inspirou este desabafo...

(Modificado em 18/07/2017).

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Ajudando a despertar vocações profissionais x doutrinação ideológica

Olá, caros leitores!

Resolvi gravar um vídeo, onde comento sobre a indevida influência de doutrinação ideológica em atividades que supostamente visam a despertar vocações profissionais em crianças e jovens. Ajudar a despertar vocações em crianças e jovens é louvável, contanto que seja realizado de forma coerente, sem doutrinação...


Disponibilizo também, conforme comento no vídeo, link com outro material que desmascara completamente a farsa da ideologia de gênero, e as pseudo-pesquisas visando promover igualdade de gênero.

Bom proveito! Aproveitem para ajudar a divulgar.

Até a próxima oportunidade, com a graça de Deus!


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Acessos e participação

Olá, caros leitores do Blog!

No final de outubro deste ano, alguém fez uma pergunta na postagem "Teoria Heliocêntrica x teoria Geocêntrica", que eu havia publicado em setembro de 2012; à qual respondi.

Em seguida, observei a quantidade elevada de acessos a esta publicação: agora está em 2244! Preciso verificar, mas acho que é o texto com maior número de acessos! Fiquei impressionado e feliz, obviamente! Graças a Deus por tantas pessoas curiosas, interessadas pelo tema! Provavelmente se deve ao fato de ser assunto envolvido em polêmicas, nas escolas; estamos aqui para ajudar a esclarecer estes pontos, e levar a informação correta a todos os interessados! Nisto, vocês podem ajudar, compartilhando os textos.

Bem, até o próximo texto! Aproveite que despertou a curiosidade por um ou outro tema, e navegue pelo Blog!

domingo, 9 de outubro de 2016

Ideologia de Gênero (2)

Complementando a informação anterior, tratemos agora sobre os grandes capitalistas e seu objetivo de controle de natalidade. É sabido que o controle de natalidade é um grande objetivo por parte de poderosos no mundo: países desenvolvidos e, em particular, grandes grupos capitalistas. Quando digo, “todos sabemos”, quero mencionar o “Relatório Kissinger”, de 1974, em que tudo isto está descrito claramente.

Aqui cabe mencionar a tentativa de promover contracepção e aborto nos países subdesenvolvidos, ou em desenvolvimento. Um sociólogo (Kingsley Davis), e Adrienne Germain, com papéis importantes nesta questão do controle de natalidade, perceberam que tal estratégia também não funcionava, de fato. O que notaram foi que as mulheres, inevitavelmente, trazem em seu íntimo o desejo de serem mães. Raciocinemos: há algo de errado nisso? Não é o mais natural, o sonho da maternidade nas mulheres? Para nós, sim, é algo muito natural. Para eles, entretanto, é um grande empecilho à implantação do controle de natalidade via promoção de métodos contraceptivos e de aborto. Eles perceberam que as mulheres adotavam contraceptivos durante algum tempo; porém, mais cedo ou mais tarde, realizavam seu sonho de serem mães: paravam com o uso dos contraceptivos, e engravidavam.

Conclusão “lógica” destes servos do mal: era preciso destruir, no íntimo das pessoas, a noção e a tendência a quererem constituir família; em particular, era preciso destruir, no íntimo das mulheres, o sonho da maternidade...

Agora, juntemos as partes. Para os ideólogos marxistas, família, sexualidade natural, maternidade, constituem verdadeiros “horrores” (sic), pois impedem a implantação de sua ideologia. Para o lado capitalista selvagem, família, sexualidade natural, maternidade, constituem obstáculos à implantação do controle de natalidade, especialmente em países mais pobres. Pressentem onde quero chegar...? Pois é isso mesmo: ambos os lados se uniram em seus sórdidos objetivos, ajudando-se mutuamente! Por isso, hoje, vemos investimento pesado de grandes capitalistas, fomentando ideologias de cunho marxista. Como disse um padre conhecido, a este respeito: “Herodes e Pilatos ficaram amigos”. A exemplo do que ocorreu há cerca de dois mil anos, para a crucificação de Cristo, hoje, marxistas e grandes fundações (Rockefeller, MacArthur, Ford, Bill & Melinda Gates) estão unidos na tentativa de destruição da família, da sexualidade natural, da maternidade... No passado, os dois personagens Bíblicos uniram-se para tentar destruir o próprio Cristo; hoje, seus discípulos continuam se unindo para tentar destruir a obra de Deus...

Pergunto novamente, agora à luz desta nova informação: compreendem a gravidade da coisa...?

Pensem bastante a respeito de tudo o que foi exposto, e de todos os males que temos visto assolar nossos costumes!

Ideologia de Gênero

Ideologia de gênero é algo muito nocivo a toda a sociedade. Trata-se de extrema irresponsabilidade. Disfarçada de suposta conscientização contra o preconceito a pessoas com tendência homossexual, na verdade consiste em uma verdadeira guerra contra a família e a sexualidade natural.

Para entender melhor do que se trata, temos que ter em mente algumas premissas. Primeiro: o marxismo tem, como uma das causas fundamentais que defende, a luta de classes. Para os adeptos de tal ideologia, a existência de diferentes classes na sociedade é algo abominável. E aqui não falo somente de classes sócio-econômicas: toda e qualquer forma de organização na sociedade, as quais naturalmente envolvem hierarquia, causam verdadeiro horror a essa gente. No início do Século XX, esses ideólogos promoveram uma luta de classes entre empregados e seus patrões; fiasco: os empregados uniram-se a seus respectivos patrões, em sinal de lealdade àqueles que proviam seu sustento, e lutaram entre eles mesmos (os empregados)...

Sobre a luta de classes, os ideólogos marxistas não admitem a existência de patrões e empregados: aos primeiros, denominam “opressores”; aos segundos, “oprimidos”. Gostaria que explicassem como pode haver empreendimentos que geram bens e oportunidades de trabalho, sem a existência de empresas, com patrões e empregados... Sejamos claros: os regimes socialistas e comunistas, derivados da ideologia marxistas, tratam-se de capitalismo de um patrão só: o Estado; ditatorial, extremamente opressor e assassino, onde quer que tenha sido implantado.

A luta de classes se repete também em relação a outros aspectos presentes na sociedade. Por exemplo, no ensino: na mente doentia dessa gente, professor é igual a opressor e aluno, oprimido. Nas famílias, para eles, marido é opressor, e mulher e filhos são oprimidos. Aqui entendemos mais duas aberrações perpetradas por marxistas: a perversão do ensino (vide o comunista, pseudo-educador, Paulo Freire), e a tentativa de destruir a família e a sexualidade natural.

O problema com a família e a sexualidade merece especial atenção, pois, em dado momento, eles perceberam que não adiantava tentar impor sua ideologia ao mundo à força, através de golpes de estado, pois as pessoas traziam arraigadas, em seu íntimo, as noções de sexualidade, família e maternidade. Para eles, enquanto isso perdurar, não conseguirão implantar sua maldita ideologia mundo afora. Que adianta – dizem eles – tentar promover luta de classes entre patrões e empregados (por exemplo), se a primeira, mais básica e maior “luta de classes” está (sic) arraigada na família, e no íntimo de cada pessoa?

Logo, um dos principais objetivos desses ideólogos é destruir a família e a noção de sexualidade natural; e isto constitui, propriamente, a IDEOLOGIA DE GÊNERO! Compreendem, agora, a gravidade da coisa? Compreendem agora, que o que eles propagam nada tem a ver com defender homossexuais de preconceitos? Na verdade, eles estão pouco se importando com os homossexuais; que são, para eles, massa de manobra para a implantação de sua ideologia.

Para ser mais claro, ideologia de gênero nem defende exatamente a “livre” prática da homossexualidade – o que já seria lamentável. O que eles pregam é que a sexualidade seria uma espécie de “construção social”, e não algo natural, intrínseco ao ser humano; querem fazer crer que a sexualidade não está relacionada ao biológico, ao sexo com que cada um nasce. Defendem que cada um pode escolher ser o que quiser, independente de seu sexo: cada um poderia escolher “ser” homem, ou mulher (que, obviamente, são escolhas impossíveis); ou ora homem ora mulher, conforme a vontade do momento; ou um misto dos dois; ou poderia se identificar com qualquer outra coisa, inclusive com animais. Não estou exagerando. Em 2015, houve um evento organizado por essa gente em uma universidade pública no Brasil, onde foi possível ver verdadeiros shows de horrores e aberrações: pessoas semi-nuas andando de quatro, fantasiadas de metade humano, metade animal; entre outras coisas grotescas. Pergunto novamente: percebem agora a gravidade da coisa...?

Bem, vou ficando por aqui. Volto mais tarde para complementar o raciocínio. Falta a segunda premissa: falar sobre grandes capitalistas e seu objetivo de controle de natalidade; e sua união com os marxistas...


Aguardem, que vem mais “bomba”!

Leituras sugeridas, no Blog:

e os subsequentes desta série.

sábado, 8 de outubro de 2016

Acessos!

Olá seguidores do Blog!

Nesta última semana, resolvi compartilhar novamente uns textos importantes do Blog, para isto, gravando novos vídeos como breves introduções aos assuntos tratados, e para divulgar os textos. Foi uma divulgação pela Semana da Vida, e outra pela data da mudança do calendário do Juliano para o Gregoriano. Notei que tem sido bastante acessado, sendo que somente ontem, foram mais de 120 acessos! Maravilha! Vez por outra noto uma quantidade tal de acessos em um único dia. Graças sejam dadas a Deus! E tomara que estes assuntos sejam mesmo propagados pela internet, a todos os cantos do mundo!

Até a próxima postagem!

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Calendário Gregoriano e Pe. Clavius, SJ

Caros leitores do Blog!

No dia 04 de outubro de 1582, houve a mudança no calendário, do Juliano para o Gregoriano; mudança esta que teve a participação do Pe. Clavius, SJ, que também era matemático! Sabiam disso? Pois então: convido vocês a assistirem ao vídeo:



Coloquei também links para duas postagens antigas do Blog, sobre o assunto:



Boa leitura! Até a próxima, se Deus quiser!

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Semana da Vida

Caros seguidores do Blog,

Estamos na Semana da Vida, por isso resolvi gravar este vídeo, para divulgar alguns textos que falam sobre vida, família e temas correlatos. Sabemos que tem havido muito ataque à vida e à família, por isso precisamos ficar atentos, a auxiliar na defesa de ambas.


Alguns textos relacionados, no Blog:




Vocês podem também procurar por marcadores como "Bioética" ou "Família", por exemplo.

Boa leitura! Peço que ajudem a divulgar também.

Até a próxima!