segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

A obstinação pela ideologia de gênero nas escolhas profissionais (2)

Acabo de ler uma entrevista com uma jovem brasileira de seus 17 anos ou pouco mais, que aspira seguir carreira ligada a astronomia/astronáutica. Até aí nada demais: se é vocação, siga.

Mas uma frase mostra o terrível veneno ideológico já inoculado nela: "A sociedade sempre espera que a mulher siga as profissões tradicionais e sonhos pequenos". Não sei o que ela quis dizer por "profissões tradicionais" e "sonhos pequenos"; seriam quaisquer outras coisas que não sejam seguir carreira em ciência e tecnologia?

Fica claro aqui uma coisa, logo de saída: o desrespeito e desprezo desta jovenzinha pelas escolhas profissionais e sonhos de outras mulheres, que não estejam de acordo com o que ela acharia "não tradicional" ou "sonhos grandes" (estas, certamente, seriam as escolhas dela...).

Esta infiltração de ideologia de viés marxista nas escolhas profissionais já esgotou a paciência.

Vemos, em tudo isto, veneno feminista e de ideologia de gênero. Vamos estender o assunto para abarcar o "campo de guerra" desta gente: querem enxertar, a qualquer custo, mulheres nas ciências e nas tecnologias; promovem "luta de classes" entre homens e mulheres; e desqualificam a sexualidade natural (inata), o matrimônio, a família e a maternidade.

Para os ideólogos, mulheres que queiram priorizar o sonho de se casarem e serem mães ainda jovens, são tratadas como inferiores e retrógradas - como se a maternidade fosse alguma aberração... ou obstáculo que atrapalhe a carreira. Mulheres que, tendo uma profissão definida, abram mão de exerce-la para dedicarem-se à família, também são relegadas à mesma classificação de "mediocridade"; idem com mulheres que prefiram trabalhar em tempo parcial, para também dedicarem-se à família.

Aí vem aquela conversa fiada de "sociedade patriarcal", "machismo", e outras bobagens.

Deixemos às claras do que se trata: luta de classes entre sexos; ódio/rejeição da natureza, das inclinações naturais inatas a cada sexo, da maternidade e da vocação à família.

Aos quarenta e tantos, cinquenta anos, essas mulheres que passaram a vida até esta idade dedicadas tão somente a alcançar algum patamar profissional que não seja "sonho pequeno", colhem o fruto podre de não conseguirem ser mais mães... fruto de sua aversão à natureza. Não me refiro a quem não conseguiu engravidar, por problemas vários, mesmo tendo tentado em tempo hábil; ou que, por diversos motivos (que não o adiamento deliberado), tenham se casado mais tarde. Refiro-me àquelas que, deliberadamente, rejeitaram, ou adiaram, negligentemente, a maternidade, quando poderiam te-la escolhido ainda em tempo. Pior ainda, quando querem engravidar a qualquer custo, fora da idade, recorrem a artifícios que atentam contra a moral e a vida. Não é um contrassenso, rejeitarem tanto a maternidade, enquanto poderiam, e fazerem tanta questão dela, quando, naturalmente, não dá mais? Mas não eram tão avançadas, "melhores" que as outras que tinham "sonhos pequenos"? Não tinham rejeitado a maternidade como um obstáculo à carreira? Por que tanta questão depois? Haviam rejeitado mesmo, ou não é possível apagar algo que é uma tendência natural, inata...? Para pensar.

É, parece que a sociedade está chegando a uma hegemonia marxista/gramscista/feminista/ e de gênero; ou seja: as pessoas, em grande parte, nem percebem mais que estão tão dominadas por estas ideologias; acham tudo isso muito normal, e anormal tudo aquilo que não for o que eles pensam - ou que alguém pensou por eles e infiltrou na cultura, tão sorrateiramente, à moda gramscista, que nem sequer perceberam...

Deus nos ajude.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Divulgação do blogue "Ciência e Fé"

Caros amigos, internautas,

Segue um vídeo de divulgação do blogue "Ciência e Fé". Ficaram curiosos? Então aproveitem para navegar pelo blogue, que tem muitas postagens sobre temas interessantes!




Até a próxima postagem, se Deus quiser!

Links:

- Blogue, na plataforma Blogspot,


- Página do blogue no Facebook,

- Canal de vídeos do blogue, no Youtube.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Confrontando a ideologia de gênero com a ciência

Caros leitores do blogue,

O objetivo desta nova postagem é colocar em destaque um vídeo muito esclarecedor.

Quero pedir um grande favor, que será um benefício a todas as pessoas: assistam e compartilhem este vídeo. Nele, uma reportagem confronta pesquisadores que usam pesquisa científica, com ideólogos que recebem verba para conduzir "pesquisa" (sic) de gênero em países nórdicos. A ideologia não sobrevive à ciência. Após a divulgação desta reportagem na Noruega, a população pressionou contra os gastos com algo que não tem qualquer embasamento, e as verbas foram reduzidas.

Ajudemos a colocar um fim no grande engodo que é a ideologia de gênero. O maior antídoto contra a mentira, é fazer valer a luz da verdade, que a dissipa por completo.

Mais que ler textos no blogue, assista ao vídeo diretamente!

O vídeo!

Um link que cita o vídeo, acrescido de comentários.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Ideologia de gênero (4)

Vamos comentar mais alguns pontos sobre ideologia de gênero. Os últimos ataques que a sociedade tem sofrido neste campo demandam mais divulgação sobre este assunto tão importante.

Temos visto campanhas insistentes em tentar fazer crer que não haveria brinquedo de menino e brinquedo de menina; que as crianças poderiam brincar do que quisessem: meninos brincarem de boneca e panelinhas, meninas brincarem de super-heróis e carrinhos. Alega-se que, assim, os meninos estariam mais preparados para ajudar suas esposas, e elas, a buscar qualquer carreira, mesmo as tradicionalmente mais procuradas por homens.

A questão das tendências profissionais também tem sido um dos campos de ataque dos ideólogos. Tenho acompanhado, e vejo uma enxurrada de propagandas de instituições da área de ciência e tecnologia – na qual atuo, primariamente –, para "forçar a barra" a qualquer custo, para encher a área de exatas de mulheres, alegando que haveria um desequilíbrio devido a convenções e construções sociais. Pelo discurso, percebemos que trata-se de ideologia, mas vejo uma maioria da população que desconhece ideologia de gênero; e muitos acreditam mesmo que haja um desequilíbrio, devido a machismo. Não é verdade: há mais mulheres na pedagogia e na enfermagem, por exemplo, como há mais homens em exatas. E isso é natural. Também é natural que meninos e meninas escolham brinquedos e brincadeiras diferentes. Nada disso tem a ver com machismo, sociedade “patriarcal”, convenções ou construções sociais.

Há um documentário feito na Noruega que desmascara isso, mostrando que há tendências e habilidades inatas ao homem ou à mulher. Há experimentos realizados, que mostram bebês sendo apresentados a brinquedos tipicamente masculinos, tipicamente femininos e neutros; a maioria dos meninos dirige-se aos brinquedos de menino, enquanto a maioria das meninas dirige-se a brinquedos do tipo boneca, ou a imagens de rostos. A explicação é a seguinte: as meninas buscam figuras de pessoas devido à habilidade inata necessária à maternidade; enquanto meninos mostram mais afinidade com objetos variados. Não quer dizer que homens não saibam lidar com pessoas, nem que não possam ajudar as esposas com seus filhos, mas as mulheres são dotadas desta habilidade em grande medida.

O documentário mostra também claramente as tendências naturais, em homens e mulheres, na escolha da profissão. Porém, os ideólogos rejeitam os resultados destas pesquisas, porque estas estão em desacordo com sua ideologia... Vejam: entre fatos e ideologia, eles são capazes de negar a realidade, para defender a qualquer custo sua ideologia! É, verdadeiramente, fanatismo.

Dentre os objetivos dos ideólogos, está eliminar diferenças entre os sexos – que eles têm como construções sociais, e não determinados pela biologia –, além de destruir a família natural; destruir a sexualidade e a família naturais. Quando a gente não sabe disso, pode "entrar na deles", e achar que essas coisas são fruto de machismo. Ou seja: há alguns ideólogos que sabem o que estão fazendo, e uma maioria de desavisados que acabam servindo de massa de manobra...

Por isso é tão necessário alertar as pessoas sobre ideologia de gênero. Faça sua parte: primeiro, informe-se sobre o que está acontecendo; depois, ajude as outras pessoas, divulgando material sobre o assunto. Não deixemos que estes ideólogos acabem pervertendo as crianças e adolescentes; e destruindo a sociedade como a conhecemos...

Estou inserindo novamente o link para o documentário, para maior clareza.


Fiquemos atentos! Até a próxima.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Uso equivocado de conceitos da ciência

Olá, caros leitores!

Hoje quero falar sobre uma questão importante: o uso de termos e conceitos da ciência para outros fins. É comum vermos as pessoas usando alguns destes termos e conceitos com sentidos totalmente diversos daquilo que ocorre na natureza - e que a ciência tenta explicar.

Querem um exemplo? A palavra "energia", talvez seja o termo/conceito usado de forma mais equivocada... vejamos neste vídeo*, onde procurei esclarecer o assunto.

Até a próxima postagem! Aproveitem e naveguem pelo blogue! Leiam, curtam, comentem!


*O vídeo foi inserido como hiperlink, devido ao tamanho, que excede o limite permitido pela plataforma do blogue (vídeo editado inserido em 19/10/2017).

domingo, 17 de setembro de 2017

Número de acessos

Olá!

Vi que houve 158 acessos ao blogue, concentrados somente no dia 15/09/2017. Feliz com a notícia! Graças a Deus! E reforço o convite: você, que curte e acompanha o blogue, ajude a divulga-lo!

Até o próximo texto!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Misturando dois venenos: controle populacional e aquecimento global

Caríssimos,

Não pude deixar passar esta. Pasmem, mas vi uma notícia na BBC afirmando que "Ter menos filhos é ação mais eficaz contra aquecimento global". Já sabemos como o controle de natalidade faz parte da implantação das ideologias marxista e similares, e como grandes fundações capitalistas têm financiado tudo isto: ambos têm interesses comuns, como a destruição da família e sexualidade naturais, seja para subjugar os povos, seja para tentar destruir o que, para eles, é a maior "luta de classes" (sic) a ser vencida: a família. Agora vemos que, quanto ao domínio dos povos, o objetivo é destruir o Ocidente, por completo: toda a cultura ocidental, fundamentada, entre outros valores, na moral de origem judaico-cristã.

Aquecimento global, algo controverso, tem sido usado como manobra pelos ideólogos, misturado com a ideologia ecológica, que prega que o ser humano é a praga, o mal, que ameaça a existência da Terra - que eles chamam de gaia, e têm como um organismo vivo. Não sabiam? pasmem, mas é verdade. A carta da terra - que tem a colaboração de Leonardo Boff (só por aí já sabemos que é algo que não presta) - afirma estas coisas.

Agora fica fácil entender a notícia, que diz: "(...) estudo... prega que ter menos filhos é a ação que pode ter mais impacto no combate às mudanças climáticas". Está claro, que tudo trata-se de ideologia? Agora, uma curiosidade: Estes "cientistas" "pregam" o controle de natalidade só para a população ocidental... por que será...?

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Aniversário do Blogue: 6 anos!

Olá, caros seguidores do Blogue!

No dia 19 de agosto de 2017, o Blogue "Ciência e Fé", nesta plataforma/site, completou seis anos de existência! Considerando ainda o tempo anterior na plataforma antiga, desde início de 2009, pelo menos, já é um bom tempo de estrada ajudando a difundir as relações entre ciência e religião!

Damos graças a Deus por isso, e que o próximo ano seja de muitos bons frutos!

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ideologia de gênero (3)

Caros seguidores,

Vídeo de um jornalista, falando sobre ideologia de gênero. Eu havia compartilhado na página do Blogue no facebook, segue agora aqui também.

Até a próxima notícia!

PS: Aproveitem para acessar textos anteriores sobre "Ideologia de gênero", aqui e aqui também.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Cinco anos da descoberta do bóson de Higgs!

Olá, caros leitores!

No último dia 04 de julho, completaram-se cinco anos da descoberta do bóson de Higgs no CERN! Em comemoração a esta data, resolvi citar novamente alguns textos que escrevi no Blogue durante aquele período: desde os primeiros textos, antes da divulgação da descoberta - que mostram toda a expectativa -, até os textos que escrevi logo após a divulgação do resultado, pelo CERN. Convido vocês a lerem, e a relembrarem esta grande descoberta científica! E suas relações com a fé.

Convido vocês a visitarem por estes dias, porque irei acrescentando, aos poucos, os links para os textos diretamente relacionados ao bóson de Higgs.


Segue o segundo texto.

Segue o terceiro texto.

Segue o quarto texto.

Segue o quinto texto.

Segue o sexto texto.

Segue o sétimo texto.

Segue o oitavo texto.

Chamo a atenção para os comentários de seguidores do Blogue, nos dois primeiros textos compartilhados sobre o bóson de Higgs. Acessem estes textos aqui, e vocês verão como os comentários podem tornar o assunto mais interessante!

Por isso, não curtam apenas. Vocês que têm interesse pelos temas: leiam, e façam seus comentários também!

Boa leitura!